Ana Vífer

Ana Vífer

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Silêncio

Emudeci.
Essa noite quando fechei meus olhos para orar, quando cheguei no assunto que estava me doendo muito, me faltaram as palavras. Eu só chorei.
Nem "Senhor..." eu consegui dizer, nem começar a frase dessa oração eu consegui. Pensei comigo "droga, é como se eu estivesse repetindo essa oração". Minha cabeça estava doendo, nem o barulho do meu coração que eu sempre ouço no silêncio do meu quarto eu estava ouvindo. Estava surda e muda diante de Deus, me senti sem forças, sem vontades. Não senti fome, não senti sede, não senti medo, nem raiva, nem amor, nem rancor, nem saudade, não estava me sentindo bem e nem mal. Simplesmente eu não senti nada. Não estava duvidando e nem acreditando.
Eu era nada.
Falar o que com Deus? Pedir o que pra Ele? Agradecer? Reclamar? Nada... Minha alma silenciou. Talvez eu esteja assim até agora...
Mas e agora, até quando não vou ter o que conversar com Deus? Meu coração está falando mais que a minha boca, mas eu juro que não consigo ouvir o que ele está dizendo pra Deus.
Esse silêncio me chateia, é pior do que falar demais. É pior do que qualquer coisa, ficar em silêncio com Deus porque te faltam as palavras e a vontade de conversar com Ele te dá a sensação de negligência. Sei que Deus não vai me cobrar isso, Ele sabe melhor do que ninguém a causa da minha falta de assunto.
Não consigo nem me justificar com Ele. Eu, sem assunto com o meu Melhor Amigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário